top of page

Proclamação da Independência Unilateralmente de Timor-Leste

28 de Novembro de 1975 foi um dia marcante do povo de Timor-Leste, é a primeira vez o povo de Maubere declarou ao mundo que lhe tambem seria um povu indenpendente, anti colonialista e anti imperialista.

Essa data tambem marcou nova era em Timor-Leste, pois após de algum tempo muitos têm de ser sacrificaram suas vidas para manter a palavra libertação do total do povo oprimido. Perante essas sequencias historicas tambem, muitos interreses nacionais, regionais e internacionais foram jogadas tambem como interreses politicos, ideologicos e culturais. E muitos tambem autores internacionais a jogaram suas interresses perante o sofrimento do povo de Timor.

Após da queda do imperio de Salazar em 25 de Abril de 1974, o Governo Portugues deu a liberdade aos seus porvincias ou paises colonizados a decidir o seu proprio destino. Timor-Leste era um dos paises que foi colozinado pelo Portugues durante 450 anos tambem tem a oportunidade a decider seu proprio destino.


Dentro do mesmo ano surgiu os primeiros partidos politicos surgiu os primeiros partido politico e logo em 11 de Maio de 1974 cria-se a União Democrática de Timor (UDT), que começará por ser da pertença a um espaço federal português, admitindo uma independência a longo prazo, ou um estado liberal que desejava levar a autonomia progressiva até à independência, dentro de uma comunidade de países de língua portuguesa e rejeitando uma eventual integração na Indonésia.


A 20 de Maio surge a Associação Social-Democrata Timorense (ASDT), cuja plataforma postulava a independência do território, após assegurar um período transitório para dotar Timor de condições que não se encontravam reunidas, pois logo transformou para FRETILIN (Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente), em Setembro, haveria de acentuar, nomeadamente com a influência que passou a ter a dúzia de estudantes que regressaram de Lisboa socializados no radicalismo político.


Finalmente, a 27 de Maio, e depois de um período de indefinição nas hostes que defendiam a integração, surge a Associação Popular Democrática de Timor (APODETI). O programa deste movimento era o de incentivar as autoridades portuguesas a entabularem negociações diretas com o governo indonésio com vista a transformar o território na 27ª província desse país e mais outros partidos pequenos que foram KOTA (Klibur Oan Timor Aswain) e Trabalhista. Perante esse processo, o governo de Portugues enviou o Governador Lemos Pires como o ultimo governador de Portugues à Timor e tambem com a missão de assistiu o processo de descolonização de Timor.


Com o processo de descolonização e o surgimento do partidos politicos com a diferença da visão de escolher o futuro de Timor-Leste, muitas manobras politicas foram lançadas e alguns coligações foram formados. No inicio do 1975, após da transfomação de ASDT para Fretilin, juntos com a UDT esses dois maoires partidos formaram uma coligação em preparação para o processo de descolonização de Timor e ate formoram um governo de colonia com os Portugueses no meado de Março. Essa coligação não levou ate ao fim, surgiu propagandas politcas não so em Timor mas com outros paises vizinhos.


Durante este periodu tambem o primeiro ministro de Australia e o Presidente da Indonesia naquela fizeram reuniões a falar sobre o destino de Timor. Nos anos de 1970, tambem e o periodo de guerra fria, noutra parte o Estado Unidos com seus alidos derotou na guerra de Vietname e da uma ma impressão para com Timor. O surgimento da Fretilin é considerado com um surgimento de ideologia socialistas em Timor.


Quando a situção foi pior então, o geverno de Portugues aranjou um encontro em e Portugal ainda tentou criar uma plataforma de entendimento entre os movimentos propondo uma reunião em Macau, no dia 26 de junho de 1975, com a participação de Apodeti e UDT mais com uma delegação diplomatas de Indonesia, naquela momento Fretilin compareceu com a razão de fazer uma sabotagem e entregar Timor à mão de Indonesia. Então após do regresso desse cimeira com a razão de estabilizar Timor o movimento de comunismo em Timor, então no dia 11 de Agosto de 1975, O golpe da UDT foi uma "operação organizada", em que uma demonstração de força nas ruas foi seguida pela tomada de infraestrutura vital, como estações de rádio, sistemas de comunicações internacionais, aeroporto e delegacias de polícia.


Durante a guerra civil resultante, os líderes de cada lado "perderam o controlo sobre o comportamento dos seus apoiantes", e enquanto os líderes tanto da UDT como da Fretilin se comportavam com moderação, os apoiantes incontroláveis orquestraram vários expurgos sangrentos e assassinatos. Os líderes da UDT prenderam mais de 80 membros da Fretilin.


Os membros da UDT mataram uma dezena de membros da Fretilin em quatro locais. A Fretilin respondeu apelando com sucesso para as unidades militares timorenses treinadas por portugueses. A tomada violenta da UDT provocou assim a guerra civil de três semanas, ao colocar os seus 1.500 soldados contra as 2.000 forças regulares agora lideradas pelos comandantes da Fretilin. Essa guerra civil custa mais de 3000 vidas do povo de Timor comforme o relatorio de Chega! Muitos foram capturados, masacrados, detidos e tambem muitos com a afilhação politica de UDT, Apodeti e entre outras foram refujiados ao Timor Ocidental. Por causa desta conflito armados, então o governador de Timor naquele tempo Mario Lemos Pires retirou-se à Atauro e abandonou e ilha principal de sem governação.


Quando o Fretilin dominou o territoriu, então os lideres dos outros partidos reuniram-se em Indonesia a fazer uma petição a declarar sobre a integração de Timor ao Indonesio, esta declaração é conhecida como a Declaração do Balibo. Então para ter um legitimo e reconhecimento Internacional de Timor, então o Comite Central da Fretilin reune-se e no dia de 28 de Novembro de 1975, proclamaram unilateralmente a Indenpendencia de Timor. E o texto da proclamação foi proclamado pelo Francisco Xavier do Amaral.


Noutra parte, os Indonesios tambem asistiram o desenvolviemnto em Timor e após destes campanhas militares ou guerra civil entre os UDT e Fretilin, os Indonesios intensificou a sua opereção inteligencia das linhas fronteiras ate suas forcas militares infiltrou ate regiões de Timor, no meado de Outobro os militares de Indoensio masacraram cinco Jornalistas Internacionais 2 Britanicos e 3 Australianos em Balibo, perto das linhas fronteiras entre Timor Ocidental.


Após da proclamação, pois o Timor-Leste não tive o reconhecimento maximo das comunidades Internacionais, então a Indonesia com a benção de Estados Unidos e seus aliados, no dia 7 de Dezembro de 1975, uma semana depois da proclmação a Indonesia lançou uma operação militar de alta qauntidade a invadir Timor-Leste e este operação foi conhecida como operação Seroja, com a razão de reter a influencia do Comunismo a expandir no territorio ate ao nivel regional porque eles desconfiam a Fretilin comungou a ideologia de Marxismo e Lennisnismo.


Perante esta operação muitos timorense foram mortos pelo soldados Indonesios e no fim a Indonesia conseguiu a dominar o territorio de Timor. No fim de Indonesia dominar todo o territorio de Timor, no ano de 1976 no dia 17 de Julho foi oficialmente declarado que o Timor ou Timor-Timur como a 270 provincia da Indonesia.


O povo de Timor continuaram a resistir contra a ocupação ilegal da Indonesia junto com a Falintil e Fretilin no mato. Com a mudança de constelção politica na resistencia, e mudanças da politica e interesse global, então em 30 de Agosto de 1999, foi aranjado uma consulta popular a dar a liberdade aos povos timorenses a escolher a Indenpendencia ou manter com uma autonomia especial com a Indonesia, maoria dos povos de timorenses escolheram a Indenpendencia com mais de 78%.


Mas durante a ocupação ou invazão ilegal de Indonesia em Timor por volta de 180.000 ate 200.000 foram mortos,muitos massacres ocorridas no inicio de ano 1980 e nos anos de 1999 mutias desaparecem ate a data, muitas violações ocorreu como violação sexual as mulheres, tortura, destera, criaças separados pelas suas familias (stolen childrend) e muitos mais.


No fim o Timor-Leste restaurou novamente a sua indenpendencia em 20 de Maio de 2002 após de uma governo tranzição liderado pelo Nações Unidas, uma indenpendencia consquistada pela sangue e sour dos seus povos. Depois da era indenpendencia o 28 de Novembro e lembrado como o dia da Proclamação da vitoria do povo Maubere tambem como um dia de fazer uma reflexão profunda sobre os momentos passados muito mais sobre a resureição de Maubere que quer um povo livre e terra livre.


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page