STP: Presidente propõe eleições legislativas, autárquicas e regional para o 2º semestre


O Presidente da República Democrática de São Tomé e Príncipe, Carlos Vila Nova, iniciou nos finais do mês de Março, auscultação aos partidos políticos para a marcação da data das eleições legislativas, autárquicas e regional, no País.


Numa nota datada de 21/03/2022 na sua conta nas redes sociais, o Chefe de Estado marcou para o dia 29 auscultação dos partidos políticos com assento parlamentar, nomeadamente, Acção Democrática Independente (ADI), Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP), Partido da Convergência Democrática (PCD), a coligação Movimento Democrático/Forças da Mudança/União para o Desenvolvimento Democrático (MDFM/UDD) e Movimento Cívico Independente/Partido Socialista (MCI/PS).


Ainda no âmbito deste exercício, Carlos Vila Nova prossegue, igualmente, no seguinte, 30, o mesmo exercício recebendo forças políticas sem assento parlamentar, o qual inclui estes com representação distrital ou regional, casos do CID, da UMPP, no poder, na Região Autónoma do Príncipe.


Dos partidos sem assento parlamentar contam-se, nomeadamente CODO, FS-PLC, FDC, MSDPV, MS, MVDP, PUN, PTOS, PFPSTP, PTS, PNDP/STP e UNDP.

“O Chefe de Estado pretende ouvir as diferentes forças políticas sobre as possíveis datas para as eleições legislativas, regional e autárquicas previstas para este ano de 2022”, escreve o documento.


Porém, O presidente do PCD, Danilson Cutu, disse a comunicação social a saída do encontro que “sugerimos até o dia 09 [de Outubro], entretanto, a última decisão depende da Sua Excelência, Presidente da República” que propôs 25 de Setembro, 02 ou 09 de Outubro, como possíveis datas para próximas eleições legislativas, autárquicas e regional no País.

19 visualizações0 comentário